segunda-feira, 2 de abril de 2012

Todo o Tempo é Poesia

 Sob o lema "Todo o tempo é de poesia", o 7ºB, a professora Deolinda Almeida e o CREPT organizaram um espetáculo/tributo ao célebre poeta António Gedeão, que se pautou pelo entusiasmo de quem nele participou.

Entre declamações mais ou menos efusivas, foram transmitidas várias mensagens que António Gedeão, ou se preferirem Rómulo de Carvalho, nos legou. Entre elas, a que deu mote a este espetáculo:
“Tempo de poesia”
Todo o tempo é de poesia
Desde a névoa da manhã
à névoa do outro dia.

Desde a quentura do ventre
à frigidez da agonia.
Todo o tempo é de poesia
Entre bombas que deflagram.
Corolas que se desdobram.
Corpos que em sangue soçobram.
Vidas que amar se consagram.
Sob a cúpula sombria
das mãos que pedem vingança.

Sob o arco da aliança
          da celeste alegoria.

          Todo o tempo é de poesia.

Desde a arrumação ao caos
          à confusão da harmonia.
                                                            Professora Deolinda Almeida

Sem comentários:

Enviar um comentário