quarta-feira, 29 de maio de 2013

Capuchinho Vermelho

Uma nova versão do Capuchinho Vermelho
 
  
 
 
 
 
«História: a única mentira em que se deve acreditar.» Eugénio Roda

       No seguimento do trabalho desenvolvido nas aulas de Português e na sequência da sessão, dinamizada pelo CREPT, com o artista de Banda Desenhada, Hugo Teixeira, os alunos do 8.º A, brincaram de forma inovadora com a Tradição, alterando-a, dando-lhe outra vida e forma, nas aulas de Português e Educação Visual.
 
 
 
 
A Tradição e as suas histórias, veículos transmissores de conhecimentos e de valores que perpassam gerações, são palavra em movimento e em ação.

Assim e recuperando a Tradição, pilar fundamental da nossa vida e cultura, hoje em dia, por vezes, esquecida nas casas de muitos, procurou-se encaminhar os alunos nesse mecanismo de alteração, subversão e enriquecimento da Tradição que nos envolve, desde crianças.
 
Após a criação de novas versões do conto tradicional «Capuchinho Vermelho», em que se deu nova vida a este conto e a algumas das suas personagens, nas aulas de Português, os alunos do 8.º A enriqueceram as suas histórias graficamente, transformando-as em Banda Desenhada.
 
 
Os trabalhos encontram-se em exposição na galeria do CREPT.
 
 
Esta atividade tinha como objetivo o seu envolvimento na promoção de hábitos de leitura e na associação de ideias e valores, numa dinâmica divertida que visava recuperar, preservar e inovar a Tradição.
 
Professora Sofia Venceslau
 










Energia sem fim




terça-feira, 21 de maio de 2013

Herbários na Biblioteca

Foi com muito entusiasmo e empenho que os alunos do 5.º ano, das turmas F, G, H, I e J, construíram herbários, contribuindo assim para o conhecimento da biodiversidade vegetal do nosso concelho. Aproveitaram os dias secos para fazerem a colheita de folhas e flores e pacientemente aguardaram duas semanas para que os exemplares ficassem completamente secos. Depois foi só deitar mãos à obra e com toda a sua criatividade criaram lindos herbários.
Na turma do 5.ºF, as professoras Manuela Rolão e Nazaré Carvalho resolveram fazer uma articulação entre as Ciências Naturais e a Educação Ambiental, e os alunos construíram herbários muito originais, utilizando apenas materiais reciclados. Assim os exemplares recolhidos foram colocados sobre o cartão dos cereais de pequeno- almoço. Mais uma vez os alunos tomaram consciência da necessidade de reutilizar os materiais para ajudar a proteger a Natureza.
 
Nazaré Carvalho


quinta-feira, 16 de maio de 2013

Água, fonte de vida



A nossa escola teve o privilégio de utilizar durante duas semanas, a Maleta Pedagógica relacionada com a temática da água, e que foi gentilmente disponibilizada pela Câmara Municipal do Seixal, na parceria com a nossa biblioteca escolar. 

Os professores de Ciências Naturais do 2.º ciclo utilizaram-na em várias turmas para explicar a importância da água para os seres vivos, a distribuição da água na Natureza e o Ciclo da Água. Com a ajuda deste recurso foi ainda possível que os alunos fizessem jogos em que descobriram provérbios relacionados com a importância da água. Com o material da maleta, criaram pequenas peças de teatro em que a mensagem era sempre “A água está diretamente ligada à vida”. Realizaram ainda algumas atividades experimentais, tais como “O ovo flutua? “ ou “Os cravos mudam de cor “.
 Nazaré Carvalho

  
O Clube de Ciência ao Vivo também utilizou a Maleta Pedagógica “ Água fonte de vida”

Foi com grande entusiasmo e boa disposição que os alunos do clube realizaram as atividades propostas neste projeto. Não faltou imaginação nem criatividade a estes alunos para criarem situações divertidas com os fantoches, realçando que a manutenção da floresta, é essencial para a conservação dos recursos de água.

Comprámos cravos brancos que foram depois introduzidos em vários recipientes contendo água com corante alimentar de diferentes cores. Passadas algumas horas já tínhamos cravos vermelhos, verdes e amarelos. Os alunos ficaram maravilhados e confirmaram o que aprenderam nas aulas; é mesmo verdade que a seiva circula no interior da planta.


Também utilizando água e ovos, os alunos ficaram radiantes ao observar o diferente comportamento dos ovos, que afundavam ou flutuavam consoante eram colocados apenas em água ou numa solução saturada de água salgada.
 Carmen Marques e Nazaré Carvalho















Ondjaki, premiado no Brasil

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O livro A Bicicleta Que Tinha Bigodes, do autor angolano Ondjaki, foi escolhido pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil brasileira como o melhor título destinado a crianças e jovens, relativo a 2012. Esta obra já tinha sido distinguida em Portugal com o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância.
 
in Letra Pequena

quarta-feira, 15 de maio de 2013

I Concurso de Leitura

No dia 14 de maio, os alunos do 3.º ano da EB1/JI do Casal do Marco participaram na finalíssima do Concurso de Leitura.
 
 
 
Viveram-se momentos de grande emoção em que as professoras e as claques das diferentes turmas apoiaram os alunos a concurso.
 
 
 
As leituras foram de grande qualidade, mostrando o interesse e empenho que os participantes revelaram por esta atividade.
 
 
 
Durante a sessão, alunos e professoras do clube "Music 4 us" trouxeram belas melodias que alegraram os presentes.
 
 
 
Dos convidados, contou-se com a presença de pais e encarregados de educação, do coordenador interconcelhio das bibliotecas escolares, da representante da Câmara Municipal do Seixal, do Presidente da Junta da Freguesia da Aldeia de Paio Pires e da Vice-presidente do Agrupamento de Escolas Dr. António Augusto Louro.


 
O coordenador da escola louvou este tipo de iniciativa, tão importante no desenvolvimento das literacias da leitura e da escrita.


 
Esta atividade foi o culminar do projeto "Voluntários de Leitura", dinamizado por Isabel Fortunato que ao longo do ano letivo desenvolveu um trabalho colaborativo com as professora bibliotecárias do agrupamento, motivando os alunos para a importância da leitura em voz alta.
 


terça-feira, 14 de maio de 2013

Adolescência de Anne Frank


No âmbito da disciplina de EMRC, os alunos trabalharam na biblioteca sobre o tema Adolescência de Anne Frank tendo como referência o seu Diário. Na atividade, os alunos utilizaram a internet para obter informações sobre a autora e ao mesmo tempo usaram o livro/Diário de Anne Frank que se encontra na biblioteca da escola, como recurso ao trabalho que estavam a realizar.
                                                Cristina Fernades


 










sábado, 11 de maio de 2013

Novas "Histórias com chapéu"


As "Histórias com chapéu" foram, desta vez,
visitar os alunos do 6.º B,
pela mão da professora Deolinda Almeida.
 No dia 22 de abril, “Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor”, os alunos do 6.º B tiveram o prazer de viver as aventuras do Sarapião, personagem principal do conto “Uma palhinha para dois”, de Éric Sanvoisin, através da leitura lindamente encenada pela professora Deolinda Almeida.
 
 
 

No início da atividade, os alunos foram caracterizados com chapéus e adereços, que remetiam para os gostos de Sarapião.
Com o decorrer da narrativa, foi-se descobrindo o enorme prazer que ele tinha em beber a tinta dos livros por uma palhinha, de como a sua solidão desapareceu ao partilhar esse prazer com Carmélia e do amor entre ambos, que daí surgiu.

Foi uma audiência entusiasmada que no final ovacionou a dinamizadora, que para dar continuidade à história, tirou de um baú sumos com palhinhas e incentivou os alunos a partilharem novas histórias com os seus amigos.
                                                                     MJA