sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Mãe…




Amor de mãe não tem cor. Mãe possui o sabor adocicado do amor.

Amor de mãe liberta o elixir primaveril de um perfume que não se compra, mas que se entranha na nossa pele. Doces são as suas palavras como saboroso é o mel.

Ela entrega-se de corpo e alma sem contrapartida. Magoá-la é como a ave que voa no alto céu, livremente, mas que não quer ser jamais atingida por uma bala e cair, sobre a terra, ferida.

Mulher de armas que defende e que protege os seus rebentos; mulher que está presente nos bons e nos atormentados momentos.

O seu olhar não fala, no entanto, tudo revela. Ela guia-nos como se fosse a chama de uma vela.

Mãe é uma palavra filosofal, pois ensina-nos tudo: o bem e o mal.

Uma mãe é multifacetada e, por todos, amada.

Mãe só há uma: a tua e mais nenhuma.

Se a amas, sê audaz e profere:

- Mãe, eu amo-te.

E esta singela expressão a tua mãe guardá-la-á, sagradamente, no seu coração.



Cristina Pinto

Imagem in: https://lionelsneeddailyinspiration.wordpress.com/tag/love/page/2/

Sem comentários:

Enviar um comentário