sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Palavras que Ferem, Palavras que Curam - Estação do Livro

     
     No âmbito da Estação do Livro, Alfredo Leite, do Mundo Brilhante, trouxe-nos a problemática do bullying, na sessão "Palavras que Ferem, Palavras que Curam". Os alunos do 7.º C participaram animadamente no debate e consideraram a atividade muito aliciante e produtiva.
        Eis a notícia redigida pelo Ângelo Alves e Rúben Calado, do 7.º C que participaram na sessão.

No dia 18 de novembro, na aula de Português do 7.º C, esteve um membro da associação ”Acreditar ”  para contar 7 histórias de 7 meninos, no âmbito do tema “Palavras que ferem, palavras que curam”.
Aos alunos competia seguir com muita atenção e calma a apresentação do animador, baseada em imagens e palavras-chave, e responder às suas perguntas. Mas havia um que apontava as ideias principais : "Quando usamos as palavras estamos a tornar o cérebro maior."; "Quem sabe quais são os seus sonhos não fica a gozar com os outros."; "Tão ladrão é quem vai às uvas como quem assiste."; "O problema do mundo não está nos homens maus. Está em quem não conta."; "Tens de treinar o teu não”;”Tens de saber dizer: «Para!»"; "Não ligues.”; "O mundo dá muitas voltas." (Aquilo que hoje se passa aqui amanhã passa-se noutro sítio; eu hoje estou aqui, amanhã posso estar noutro lugar do mundo); "O facto de os outros fazerem o mal NÃO É DESCULPA para tu também o fazeres."; "Não há raças. Só há uma raça.".
Tínhamos de encontrar sete soluções para sete problemas, mas não acabámos, por falta de tempo...
Ângelo Alves e Rúben Calado, 7º C




Sem comentários:

Enviar um comentário